• Larissa Maciel

"A procura não é por camisas, é pra saber se teremos futebol"

Cenário do futebol mossoroense reflete nas ruas e nas lojas.

futebol mossoroense pede socorro - foto: montagem blog Larissa Maciel

Produzindo uma matéria sobre a venda de camisas de times locais e brasileiros no início do ano, me surpreendi com a fala do vendedor Lucas Mota, da loja Sport Magia. Naturalmente, o bom momento dos times da elite do futebol refletem na venda. Flamenguistas, palmeirenses e são paulinos lideravam o ranking de camisas.


Mas quando falamos no cenário do futebol local, essa realidade muda duramente e mostra o momento que vivemos. Com Nogueirão interditado, pouco incentivo ao futebol profissional e gestões bastante criticadas pelo seu torcedor, a procura não é pela camisa do ano do Potiguar ou do Baraúnas, mas por notícias.


"Geralmente, quem chega aqui, pergunta por novidades. O time joga ou não? Teremos futebol? Quando o Baraúnas volta? E o Potiguar, vai disputar o estadual longe de Mossoró?", disse Lucas Mota.


Em outras oportunidades, no chamado "Fala Povo", questionei também os populares que trafegavam no centro e poucos mostravam interesse no futebol mossoroense. É o cenário de fundo do poço que os clubes se encontram.


Essa culpa e essa conta dolorida pode ser dividida por várias figuras. Não há defesa. É preciso reação.


Aproximar o torcedor é um dever do clube, de sua gestão e de sua estratégia de marketing. Um afago não faz mal, com o preço da camisa mais em conta, por exemplo.


O Nogueirão reativado, bem cuidado e bem gerido também é um passo fundamental para que o futebol mossoroense seja uma fenix.


Eu ainda prefiro acreditar.

61 visualizações0 comentário

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com