• Larissa Maciel

Atletas potiguares narram situação na Lituânia

Os atletas Anderson Abner e Arthur Alves entraram em contato com a equipe de reportagem do jornalismo TCM HD.

Anderson Abner - foto cedida

Imagina estar neste momento ao lado de uma guerra? Bom, essa é a situação vivida por atletas potiguares que atuam no futsal profissional na Lituânia. Anderson Abner, Arthur Alves, Ismael Bolo, o técnico Dentinho e ainda o preparador físico Júnior Queiroz estão convivendo com a apreensão pela tensão entre Rússia e Ucrânia.


Anderson Abner e Arthur Alves, do Zagiris, comentaram como estão convivendo com as notícias ao jornalismo TCM HD.


"Estamos em momento de tensão, estamos num país vizinho. Graças a Deus aqui na Lituânia segue tudo normal, está bem tranquilo e estamos vivendo vida normal. Claro, todo mundo nervoso e apreensivo. É uma tragédia muito grande, uma coisa que pegou todo mundo de surpresa. Não é fácil principalmente pra a gente, atleta potiguar, que saímos em busca de um sonho e de ajudar nossos familiares", disse Arthur Alves, natural de Messias Targino.


"A gente tenta filtrar o máximo possível antes de passar alguma coisa. Ninguém é hipócrita, sabemos que tem uma guerra, mas tentamos não nos desesperar neste momento. Aqui na Lituânia tá tudo normal, apesar da Otan ter mandado alguns helicópteros americanos, mas acho que é mais para acalmar. A gente tá aqui, sabe do que está acontecendo na Ucrânia, temos amigos nossos lá e falamos com eles diariamente."


Anderson morou na Ucrânia em 2020 e lembra que essa tensão nunca acabou.


"Eu joguei lá e era normal ver tanques de guerra, soldados na rua. Isso infelizmente acabou desencadeando o que já vinha acontecendo desde 2014 e vem tomando proporções maiores."


Também em contato exclusivo junto à nossa equipe de reportagem da TCM HD, Júnior Queiroz, preparador físico, comentou:


"Estou com preparador físico do Zalgiris futsal e da seleção da lituânia de futsal. Moro na cidade de Kaunas que fica 800km de Kiev, capital da Ucrânia.... Estamos em uma zona de tensão sim, porém até então tranquilo.

A guerra está acontecendo apenas na Ucrânia e nossa maior preocupação era com o posicionamento da OTAN com relação as medidas adotadas, ficamos na expectativa de uma retaliação militar onde o país da lituania ficaria como uma das bases."


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo