• Larissa Maciel

Contratação de técnico e atletas sem aval do diretor mexeram com os bastidores do leão

Saída de Fernando Felipe também mostra as diferenças de pensamentos no clube atualmente.

Baraúnas em 2021, de volta aos gramados - foto: reprodução internet

Fernando Felipe decidiu não permanecer no Baraúnas como um dos diretores do clube para a sequência da temporada. Seu nome era de confiança da presidente Bárbara Freitas, que deixa os bastidores neste fim do mês de abril quando será eleito um novo presidente.


O blog Larissa Maciel obteve informações que, na realidade, o que incomodou não foi o vazamento de possíveis nomes que atuariam no clube este ano, mas sim o apalavramento desses atletas sem um aval. A intervenção de nomes que formam os pormenores do clube é que teria gerado essa incompatibilidade de gestão. Até um nome de um treinador também teria sido fechado sem esse consenso entre os cabeças.


Outro ponto interessante neste cenário foi a chegada de um investidor, confirmada por Bárbara Freitas ao jornalismo TCM e que não teve o seu nome divulgado. A chegada deste investidor veio com uma interrogação: como seria sua atuação? Quem seria? Traria atletas?


De toda forma, a visão do blog é que o Baraúnas perde um quadro jovial, moderno e que poderia aproximar patrocinadores do clube e até atletas de outras regiões para a vitrine do futebol potiguar. Mas, já que isso aconteceu, que encontre um novo norte para a segunda divisão e que seja breve, focando nas melhorias que o clube precisa para buscar o acesso.


Por fim, um alerta em forma também de opinião: é hora de chacoalhar o Baraúnas. Novos quadros, novos apoiadores, novos sócios e novos gestores, do pequeno para o grande. Novas mentes pensantes e interessadas em um novo cenário pode engrandecer e deixar o clube um tanto quanto mais transparente.


184 visualizações0 comentário