• Larissa Maciel

Irregularidades lá e cá: o adiamento da eleição da LDM

Atualizado: Nov 20

Liga desportiva Mossoroense esperava definir nesta semana seu próximo presidente.

Adiamento da eleição prorroga gestão de Marcos Antônio até janeiro de 2020 - foto: reprodução

A reunião extraordinária da Liga Desportiva Mossoró (LDM) foi marcada por polêmicas quanto a possíveis irregularidades. De acordo com a atual gestão, presidida por Marcos Antônio, inicialmente apenas Potiguar, Mossoró Esporte Clube e Ferroviário poderiam votar nesta última quarta (18) e definir o destino da Liga.


No entanto, o imbróglio vai além disso. O presidente voltou atrás quanto ao alvirrubro mossoroense, alegando débitos com a própria LDM e por isso, não poderia ser votante. Em contato com o blog, o presidente Benjamim Machado negou a informação e afirmou que o Potiguar não votou na eleição porque, de fato, não aconteceu a eleição. O Baraúnas, por sua vez, se queixou de irregularidades nas eleições e lembrou que o edital não foi publicado em jornal de grande circulação.


Toda essa confusão foi presenciada pelos representantes de Mossoró, Ferroviário, Eifa, Salinistas, Baraúnas, Tapuio e Potiguar. Ao final, foi decidido o adiamento do pleito. Mas a decisão não foi unânime: Baraúnas, Tapuio e o Potiguar ficaram de fora da lista do ok para o adiamento.


A eleição agora tem nova data: 18 de janeiro. Mais chapas devem surgir, segundo informações colhidas pelo blog Larissa Maciel, para representação dos times amadores. Até agora, as chapas postas são: Matias e Maikel Ranielle, Cizinho e Netão.


Uma nova reunião também será marcada pelo presidente da LDM, que teve então seu mandato prorrogado até janeiro de 2020 devido ao adiamento das eleições, para que os filiados possam preparar a documentação necessária para a regularização junto à Liga.


Do blog - será que teremos um dia de paz e organização do futebol mossoroense?

58 visualizações

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com