• Larissa Maciel

Ministro da Saúde fala sobre protocolos e seleção brasileira deve jogar a Copa América

Ministro da Saúde ainda diz que é possível obedecer os protocolos e receber a competição.

A informação divulgada pelo Globoesporte.com é de que a seleção deve realizar manifesto após o jogo das eliminatórias contra o Paraguai, na terça (8), mas ainda sim decidir pela participação na competição.


Além da polêmica e da ação dos jogadores, a pressão veio forte em Rogério Caboclo, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) agora afastado por denúncia de assédio sexual.


Enquanto os atletas parecem decidir pela participação, o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, diz que não cabe a pasta realizar ou não o evento internacional.


"O que o Ministério da Saúde tem que fazer é verificar os protocolos de segurança e reforçá-los para que não haja um risco adicional para os atletas, a comissão técnica e todos que participam do evento. Os estados que aceitaram fazer a competição também participam dessa ação", afirmou.


"As pessoas estão entrando no Brasil seguindo as regras de entrada no país com exames e RT-PCR. De tal maneira que com controle sanitário adequado, não vejo risco adicional em função dessa competição. A vigilância de saúde existe e os protocolos da CBF são validados por especialistas qualificados", afirmou.

7 visualizações0 comentário