• Larissa Maciel

Não enxergar a temporada de Bruno Henrique seria um ato cego de Tite

O treinador aposta em novidades na lista para amistosos após a Copa América


Como sempre, muito burburinho pela convocação de Tite para jogos nada importantes após o título da Copa América. Os amistosos servem, naturalmente, pra aprimorar a equipe e também pensar em novas peças... afinal, não se pede tanto reformulação, oportunidades?


Pois bem. A presença do atacante Bruno Henrique, do Flamengo, na convocação é mais do que lógica. É uma premiação ao jogador pela temporada farta que vem fazendo, essencial ao time rubro negro. Você pode, claro, questionar: ah, faltou o Gabigol. Como uma pessoa que acompanha há anos o técnico Tite, posso explicar porque ele ainda não figura na lista.


O torcedor brasileiro já notou que o Tite é um excelente gestor de pessoas. Paizão, paneleiro também, ele tem um estilo de jogo em mente e um estilo comportamental. Talvez o perfil de Gabigol, que segue passando por mudanças pelo amadurecimento como pessoa e profissional, não seja o ideal para o técnico no momento. Fato é que, se ele continuar "metendo" gols, essa "desculpa" não vai mais servir.


O perfil "playboy" de Neymar já incomodou muita gente e o próprio treinador. Mas você sabe... no fundo, ele está tendo que engolir esse abacaxi. O fato é que novos nomes começam a vestir a amarelinha: o goleiro pontepretano Ivan, o zagueiro Samir (Udinese) e o já citado Bruno Henrique ganharam as suas primeiras oportunidades.


Ah, e voltando ao atacante... foram 8 gols no campeonato carioca, até agora 13 partidas e 6 gols no campeonato brasileiro. Um também marcado na Libertadores. Ágil, versátil e promissor taticamente. Do jeitinho que o professor Tite gosta.


Questionar as panelas, o Titês, dizer que ainda falta brilho a seleção, tudo bem. Mas, creio eu que seria cegueira não notar o potencial de Bruno Henrique e como ele pode agregar a seleção. Veremos como se sairá.

7 visualizações

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com