• Larissa Maciel

Na matemática, Potiguar segue bem

Alvirrubro sabia das possibilidades de encarar um Globo marcador e ficou próximo da vitória.

foto: Léo Moura/ACDP

O jogo contra o Globo era, digamos, o mais importante até então. Encarar o atual campeão estadual em casa tem seu peso. Ainda mais no confronto alvirrubro x Ceará Mirim, sempre muito bem equilibrado em resultados. Notoriamente a estratégia falaria mais alto.


Parecia mais um tabuleiro de xadrez. Joel manteve suas peças do jogo anterior, Chacon teve que mudar por um quadro de virose no time, foi com o que tinha. O meio campo era o setor mais estudado e isso ficou claro pelas dificuldades de Harrison, Lusa e Wilker, que quando partia só, ainda conseguia produzir.


Na segunda etapa, o cartão vermelho de Alessandro, do Globo, deu uma esperança. Dava pra buscar mais. As chances apareceram com Lusa, Vinícius, Carlos Alberto e ainda com Jefinho na bola parada. A sensação que dava é que apesar de buscar o resultado, o Potiguar sabia bem que o empate não era de todo ruim.


Na matemática, o cálculo está correto. Já são sete pontos somados, vice liderança, nenhum gol sofrido. Chama muita atenção a consistência defensiva desse alvirrubro, parece não passar sustos. Nesse jogo, faltou um pouco mais de um "Q" de decisão dos atacantes.


Contra o ABC, é mais uma "final" antecipada e a chance de se firmar de vez. Qualidade tem, já mostraram. É hora de somar, sem regredir.

26 visualizações0 comentário