• Larissa Maciel

Neymar: a constante pedra no sapato no caminho da seleção


Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Lembro bem que quando pensei em começar o blog, já tinha reservado um espaço para falar apenas de Neymar. Astro, craque, marqueteiro, menino... tantos nomes e adjetivos cercam a carreira de um jogador que pode parecer ainda muito jovem, mas que já deveria estar no seu ponto de maturidade.


Brasileiros e brasileiras depositaram e ainda depositam suas esperanças que o jogador consiga carregar a seleção para um novo título. Mesmo que questionem a "Neymar dependência", é uma situação que está muito enraizada no time canarinho: a necessidade de um cara que resolva ou de um time mágico que marque o coração do torcedor. Neymar, apesar dos ÓTIMOS números com a camisa verde amarela, hoje mais atrapalha do que produz.


Não, não faço a mínima questão de perseguir o jogador. Não tenho qualquer motivo para ser tão ranzinza assim. Mas os números não apagam a sequência de problemas extra campo que entram nos estádios, nas arquibancadas, nos celulares e nas casas através de notícias. "Parças", luxo, agressão a torcedor, agora denúncia de estupro. A situação judicial ainda vai longe.


Aqui, neste blog, cabe analisar o esporte. Nas atuais circunstâncias, com a seleção em preparação final para a Copa América, Neymar muito ajuda se não atrapalhar. E é só o que tem feito. Em sua chegada, o assunto foi conduta. Em sua permanência, o mesmo. Será que em nenhum momento isso vai cessar?


A CBF não se pronunciou de forma oficial, mas descarta cortar o jogador. O técnico Tite prefere não julgar. A Conmebol acompanha o caso. Mas a questão não é o que o jogador fez ou não e o que ele pode responder em justiça. Para essas entidades, a pergunta que fica é: vale a pena manter os holofotes e a fé em Neymar?


Já deu.

0 visualização

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com