• Larissa Maciel

No Assu, saiu quem não devia

Em duas rodadas, está claro que o problema no clube não é treinador.


Após a derrota para o Potiguar por 3x0, o técnico Mirabor Rocha decidiu entregar o cargo. O Assu chegou a sua segunda derrota consecutiva na competição e já se complica na tabela. Sem dúvida alguma, analisando elenco e condições de bastidores, o clube luta mais um ano para fugir de um rebaixamento. É lamentável o que vive o camaleão do vale.


Na transmissão da TCM HD, o técnico aproveitou a pergunta do repórter Pedro ítalo para desabafar. Disse que assim como a torcida, tinha viajado para Mossoró na esperança de conseguir um bom resultado, mas que as coisas não estavam fluindo. Profissional que é, sabe das suas responsabilidades como treinador, mas não pode fazer milagres. No meio do primeiro tempo, perdeu sua principal peça de referência que era Sidão, por exemplo.


A impressão que dá é que no Assu saiu quem não devia. Mirabor fez um excelente trabalho recentemente no Riachuelo e não pode ser o único culpado pelos resultados. Enquanto isso, a torcida pede a saída do atual presidente, que parece nem sentir os últimos resultados do Assu não só deste ano, mas das últimas temporadas. Foge dos holofotes, mas também não demonstra nenhuma ação para alavancar o clube. Essa conduta pode ter um pagamento bem caro no final do estadual.

119 visualizações0 comentário