• Larissa Maciel

O esporte é racista, machista, xenófobo e homofóbico e precisa resolver isso

Faixas confeccionadas com intuito de ganhar likes não resolvem problemas sociais.

A imagem que rodou o mundo na terça - foto: reprodução

Toda semana um caso, um comentário, uma tentativa de protesto. O campo de futebol ganhando evidência mais uma vez por uma página asquerosa e completamente racista. Agora, vindo de um árbitro de futebol.


O movimento Black Lives Matter fez parar um jogo da NBA. Ontem, jogadores se recusaram a permanecer em campo depois do que foi ouvido e repercutido no mundo todo.


O mundo esportivo tem que assumir de uma vez por todas que é machista, racista, xenófobo e homofóbico. E assumir pra melhorar, pra buscar uma solução, não pode ser um espelho da sociedade perversa das ruas e se manter assim.


É preconceito com quem vem de fora, é preconceito com a cor do corpo, com a identidade de gênero, com a presença feminina em bancadas de TV ou no protagonismo como atleta.


Faixas, campanhas de internet são pouca coisa perto da causa. É preciso agir. Chega de só advertência. É punição, é pra banir do esporte. É um basta a qualquer ato preconceituoso.


É hora de assumir que somos falhos porque refletimos o que há de pior na humanidade, mas não podemos permanecer errando historicamente.


42 visualizações0 comentário

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com