©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com

  • Larissa Maciel

Os fatos que a tabela do Brasileirão revela sobre 2019

A tabela revela muito mais do que você imagina ou já imaginava.


o destaque é a queda de mais um gigante para a Série B - foto: reprodução

Fim de papo no Brasileirão e o desfecho melancólico de algumas equipes é o principal destaque de uma temporada que a tabela então, fala por si só. Num formato de pontos corridos, por sinal, a lógica quanto a preparação e o ano do clube como um todo é bem mais revelador do que uma competição de mata mata, onde as zebras passeiam livremente. Vamos aos fatos, portanto.


1 - primeiro, o óbvio: o Flamengo está anos luz dos demais. A quantidade de pontos absurda somada pelo time rubro-negro é o reflexo de sua reconstrução financeira e principalmente de gestão, seja ela por parte da direção, seja ela por parte do técnico. Se os times não conseguirem seguir seus trilhos, o trem vai seguir desenfreado.



2 – O Santos só está onde está pelo trabalho de Sampaoli. Em números e produção, o técnico só perde para o seu xará Jorge Jesus. E o elenco do peixe não é lá essas coisas. Mérito total de um técnico extremamente competente que seguirá dando frutos ao futebol brasileiro, mas em outras cores.


3– O Palmeiras em terceiro se explica mais pelo poderio financeiro do que pelo futebol. Este ano, o time pouco agradou seu torcedor tanto em resultado como em produção. A temporada, mesmo com o "quase topo", termina de forma reflexiva e melancólica pra quem apostou caro e não recebeu retorno em títulos.


4 – A reviravolta do Grêmio e a sequência de cinco anos na Libertadores também é mérito do técnico. Renato Gaúcho serviu de escudo na goleada para o Fla, falou besteira mas correspondeu as expectativas numa temporada que poderia terminar de forma ruim. É um dos poucos que ainda tem respaldo e longevidade.


5 – A gestão do Athlético-PR também foi premiada com o quinto lugar por uma bela temporada encabeçada por Tiago Nunes, que despontou como uma novidade de mercado e foi agarrado pelo Corinthians. O clube, além dos títulos somados, mostrou sua força em um ano de calendário cheio.


6 – A briga por vaga na Libertadores foi uma vergonha. A verdade é que alguns clubes tiveram a sorte do furacão e do Flamengo estarem na parte de cima da tabela. O futebol vergonhoso trazido pelo Corinthians, também pelo instável Internacional e o atabalhoado São Paulo não deveria trazer esse brinde tão precioso. É o que a Conmebol permite.

7 – Fortaleza, Goiás e Bahia: as gratas surpresas da competição. Quem apostava que esses times iriam penar contra o rebaixamento, viu sim uma irregularidade em resultados, mas conquistas de pontos importantes que poderiam até ter alcançado voos maiores, mas bons trabalhos executados por Ceni, Ney Franco e Roger Machado.


8 – O futebol carioca precisa deixar o alerta de rebaixamento ligado. Mais um ano, mais uma luta de Flu e Botafogo pra fugir da incomoda zona da confusão. Cheios de problemas extra campo e com nada a celebrar, os clubes estão brincando com a sorte.


9 – No fundo, a gente sabia que a Chape após a tragédia tinha tudo pra cair. Isso porque as dificuldades iam além do fator campo. O futebol brasileiro torce por sua recuperação. Levará tempo.


10 – A queda do Cruzeiro é a constatação de que time grande cai e cai porque se permite isso. Horroroso nos bastidores, tenebroso em campo, sabe lá Deus o que será do time celeste se não acordar para a sua nova realidade.

8 visualizações