• Larissa Maciel

Potiguar aniquila ABC no Frasqueirão

Time é bem postado e mostra porquê merece mais do que confiança, mas análise.

Sem pena e sem dó. O Potiguar abriu o placar bem cedo, como fez contra o Força e Luz, com o abençoado Madson. Aos 10 minutos, a trama que começou com Walber, passou pelo camisa 9 e chegou para Mayron completar. Mostrando que a tarde seria desse trio em específico, três grandes destaques de um belo coletivo montado por Luciano Quadros.

O que o ABC conseguiu foi descontar com Vitinho pela única abertura que tinha pela direita de ataque, trabalho para Berriel e Wallace consertar. Mas foi só. O primeiro tempo de um alvirrubro ciente do que fez foi coroado logo no gol sofrido, quando Madson, bem posicionado, fez o seu segundo e o terceiro do time.

O segundo tempo foi estratégico. Ora, 3x1, pra que tanta correria? Tranquilo. Era sustentar o placar sem sofrer. O ABC de Silvio Criciúma chegava na área, mas não era o suficiente. No máximo, parava em Caio Borges. O potiguar ainda sofreu um segundo gol, mas nada sentido. Afinal, a pintura de Talento fechou o caixão de um time fisicamente ruim e taticamente apático.

O Potiguar empolga porque tem que empolgar mesmo. É um ótimo time do começo ao fim, bem treinado e bem posto. É foco e pés no chão contra o América para fechar bem o primeiro turno.

91 visualizações0 comentário