• Larissa Maciel

Potiguar e secretaria de esportes estreitam detalhes da parceria pelo Nogueirão

Alvirrubro pediu isenção das duas primeiras partidas no estádio ao prefeito Allysson.

Prefeito e vice presidente do alvirrubro na reabertura do Nogueirão - foto: Léo Moura/ACDP

A reabertura do estádio Leonardo Nogueira foi devidamente celebrada no último domingo com vitória convincente do alvirrubro mossoroense. No entanto, a grama ainda incomodou o técnico Luciano Quadros, que pediu um corte mais ralo do “piso” para ajudar no estilo de jogo adotado.


O secretário de esportes, Júnior Xavier, disse que respeita a opinião do professor.


“Respeito a opinião do Luciano e entendo. Mas acho que primeiro temos que dar tempo ao tempo. Afinal, nosso trabalho pelo gramado está só começando. Quanto ao corte, temos a parceria com o Potiguar, que, por sinal, fez o corte da grama. Mas garanto que nosso trabalho é para ajudar nosso time e digo mais: na sexta, o Potiguar vence.”


Em contato com o presidente Djalma Júnior, o Blog Larissa Maciel apurou que foi realizada na última terça (13) uma reunião para estreitar os detalhes da parceria.


“Pedimos a isenção das partidas contra o Palmeira e Força e Luz, porque seguimos com dificuldades financeiras. Além disso, também pedimos a situação de alguns treinos no estádio. Júnior levará a demanda para o prefeito. A administração do Nogueirão, na pessoa de Júnior, disse que vai nos ajudar na forma que puder e por isso pedimos o abono dessas duas primeiras partidas para depois pagar religiosamente como tem que ser. Ficamos de custear algumas coisas como a parte da segurança, marcação de campo, corte da grama.”


No jogo de domingo, o vice presidente do Potiguar aproveitou para agradecer ao prefeito Allysson Bezerra pelo empenho na reabertura e municipalização do estádio e lembrou-se dos altos custos para viajar e jogar no Edgarzão, o que dificultava e muito a situação do clube.


Do blog – Nada neste mundo vem de graça a não ser chuva e raiva. Notoriamente, o alvirrubro precisará ajudar na manutenção do estádio. A posição da secretaria e do clube me agradam, porque, pelo menos de fora, nos dá a sensação de que o diálogo segue em prol do futebol mossoroense.


Convenhamos, torcedor. Ajudar no custeio do Nogueirão ou pagar caro para jogar no Edgarzão? Com todo o respeito ao estádio assuense, está longe de ser o velho nogueira.

80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo