• Larissa Maciel

Potiguar já pensava em reformulação antes da partida contra o Força e Luz

Nomes trazidos por Luciano e Allan poderiam sair a qualquer momento após semana turbulenta. Deu no que deu.


Barata, novo técnico do Potiguar, e ao fundo Maikel Ranielle - foto: Yhan Victor/ACDP

A dispensa anunciada oficialmente na manhã desta terça (21) dos atletas Denilson, Marcelo Cabral e Jefão já era aguardada após a saída do técnico Luciano Quadros. Sem clima, os atletas poderiam deixar o clube até mesmo por conta própria, mas não foi isso que aconteceu.


O camisa 10, por exemplo, pressionado pelo torcedor e sem render o que era esperado, analisava sua situação dentro do elenco desde que o treinador resolveu abandonar o cargo. Cabral também foi um dos alvos da torcida.


Já no fim da última semana, o gerente de futebol, Neto Juremal, avisava que o elenco poderia passar por "uma espécie de reformulação". Logo, após a derrota medonha contra o Força e Luz, o clube então resolveu rescindir com os três jogadores trazidos pelo antigo treinador e aceitou a saída de Allan Pascoal, antes auxiliar.


Barata, agora novo técnico do alvirrubro, iniciou seu trabalho também nesta terça. Outra figura nova na comissão técnica é Maikel Ranielle, nome que não estava cogitado quando Luciano e principalmente Allan estavam no clube.


O Potiguar decidiu se reconstruir em meio a turbulência de bastidores. Pelo menos até agora, nenhum outro nome deverá sair. Agora, o verbo conjugado precisa ser contratar.


Por falar em contratação, o volante Judson chegou do América-RN ontem por empréstimo. Com poucos nomes no elenco, então, o jogador já deve buscar uma vaga no time titular.

0 visualização

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com