• Larissa Maciel

Samira Carneiro: primeira mulher ultramaratonista de Mossoró

fdfsf

foto: reprodução

Samira Fontes Carneiro tem 37 anos, é professora e atleta. A mossoroense constrói a sua história através dos quilômetros percorridos por onde decide encarar uma corrida. Hoje, pode celebrar a primeira mossoroense ultramaratonista de Mossoró, uma patente de poucos.


"Tenho muito orgulho de levar o nome de nossa cidade por onde eu vou correr. Atualmente eu sou professora universitária da UERN, na Faculdade de Educação, no curso de Pedagogia. Faço parte do Clube de Atletismo do Rio Grande Norte (CARN), inscrita por este clube CARN na Federação Norteriograndense de Atletismo (FNA) e registrada como atleta na Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) desde 2017 - Registro nº 73106."


Ela conta que o amor pelo atletismo surgiu desde a adolescência.


"Eu sempre amei movimentar o meu corpo, praticar atividades físicas e esportes. E foi entre a pré-adolescência e adolescência, conheci a modalidade atletismo na escola pública na qual estudava nas aulas de Educação Física, nesse período tive a oportunidade de praticar o atletismo e também de participar de corridas de pista nas provas de 400m, 800m, 1500m e os revezamentos 4x100 e 4x400, participei dos jogos escolares nos anos de 1998 e 1999, a nível municipal e estadual. Desde então eu amo o atletismo. "


Samira conta que, por um período, ficou distante do atletismo. A volta às pistas, no entanto, aconteceu em 2015, quando começou a praticar a corrida de rua. A partir daí, teve o primeiro contato com o técnico Marcos Gomes, da CARN, em uma competição de corrida de aventura/obstáculos em 2016.


"Eu me tornei ultramaratonista e professora universitária durante a pandemia, mesmo em um momento tão atípico, eu consegui superar as dificuldades e continuar buscando alcançar os meus objetivos e sonhos. Mesmo com as restrições decorrentes da pandemia da Covid-19, eu não parei de treinar, continuei treinando, e bem no início da pandemia, eu treinava em casa, no meu quintal e também na rua onde moro. Fiz uma meia maratona só rodando dentro do quintal, em um percurso bem pequeno."


O primeiro passo para a ultramaratona então surgiu. Um passo, por sinal, histórico.


"Fiz minha primeira ultramaratona em 2020 com duração de 6h, onde percorri 55km. Esse meu feito ganhou repercussão aqui em nossa cidade e devido isso ganhei uma Moção de Aplausos pela conquista no Desafio Solidário de Ultramaratona da IAU, a Moção de Aplausos foi aprovada pelo Plenário da Câmera Municipal de Mossoró/RN por unanimidade.


Em 2021 realizei outra ultramaratona de 6h que fiz 50km, uma de 24h que fiz 160km e 707m, e uma de 100km em 10h, e esse ano de 2022 já realizei uma ultramaratona de 24h, que não conclui a prova, mas ainda percorri 121km e 044m. Estarei participando de mais uma ultra de 24h no finalzinho de maio desse ano. Até agora o máximo que eu já percorri foi 160km e 707m e desejo conseguir percorrer uma distância maior, conquistar mais alguns kms. Espero conseguir."


Ela ainda reforça a conquista das mulheres e a luta por seus sonhos.


Nesse mês das mulheres, o meu desejo é que cada uma continue lutando pela conquista de seus sonhos, sejam ele qual for. E que não desistam de mostrar a sua força e brilho, ocupando os espaços que também são nossos no esporte e sociedade.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo