• Larissa Maciel

Silêncio ensurdecedor do Potiguar pós goleada diz muito

Nota sobre técnico demora a sair. Não há falas quanto ao protesto da torcida.

Técnico Luís Miguel e auxiliar Jonny - foto: Yhan Victor/ACDP

Depois do atropelo para o Assu, o técnico Luís Miguel, em entrevista ao vivo para a TCM, deixou claro que poderia deixar o clube. Assim fez. Definiu sua demissão e declarou ao blog que diferentemente da nota oficial, não foi em comum acordo.


Quem também saiu do barco foi o auxiliar Jonny Victor, muito questionado pela torcida nas redes sociais por ter chegado ao Potiguar após um currículo de derrotas acachapantes pelo conhecido Jacyobá. Foi alvo, inclusive, de postagens nas redes sociais que questionavam o perfil do ex-jogador para atuar na comissão.


O que também chama atenção é o silêncio ensurdecedor após tudo que aconteceu. A nota do clube sobre o treinador demorou mais de 12 horas pra sair. O Potiguar também não disse nada quanto as saídas dos laterais Teles e Mateus e do goleiro Renato. Na transmissão da TCM, o gerente de futebol Neto Juremal informou que Teles estava de saída por um outro clube, coisa que o jogador não confirmou a torcedores.


Pra acabar de completar, nada também foi dito quanto ao protesto da torcida na casa do atleta, com a frase escrita na parede “o terror começou”. O que acontece, em contrapartida, é o bloqueio de algumas reclamações nas redes sociais do clube.


A revolta da torcida alvirrubra nas redes sociais é um pedido de respostas e transparência.


Do blog - Há jogadores insatisfeitos e parte do grupo alinhado. Alguns ameaçam, inclusive, pedir rescisão. Talvez pelo clima quente vivido. Vamos esperar os ânimos "baixarem" e ver se algo acontece.

65 visualizações0 comentário

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com