• Larissa Maciel

Sinal verde pela municipalização é o que futebol mossoroense precisa

O apelo nas redes sociais tem dado certo. É preciso seguir assim, pelo Nogueirão.

foto: Yhan Victor/ACDP

A reunião entre Potiguar e Prefeitura na última quinta (04) selou um acordo pela viabilização da reabertura do Nogueirão para o campeonato estadual. É o mais urgente. Os jogos iniciam dia 24 e o estádio fechado é um cenário doloroso de um futebol que precisa do olhar do poder público.


Mas o encontro trouxe o que tanto o blog tem falado desde o fim de 2020 e que tem sido tratado aqui como o “assunto do 2021”: municipalização. Agora, há uma fala mais do que direta. Os primeiros passos surgem pelo apelo feito quanto ao estádio ser mais do que patrimônio histórico, ser do município.


“Esta semana, demos entrada no cartório para que de fato e de direito o Nogueirão seja do município, trabalhar toda essa questão legal, acabar todo esse período de interdição. Vamos resolver esse problema que é histórico e antigo”, disse Allysson.


Agora o caminho é acompanhar de perto todo o processo judicial. Vistorias serão feitas, assim como visitas técnicas para averiguar todo o ambiente e o que pode ser feito.


Pela Liga, há o entendimento positivo pela municipalização. O que pedem é uma parceria: o estádio fica com o município, o calendário do futebol amador com a Liga.


Sigo repetindo: é hora de afastar as moscas. É hora de descascar esse abacaxi doce que atrai o pior para o futebol mossoroense, ou melhor, para o esporte mossoroense. O Nogueirão tem potencial para abraçar modalidades, não apenas o futebol.


O sinal verde pela municipalização do velho Nogueira pode significar um novo caminho para o futebol mossoroense. Que o otimismo permaneça.

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo