• Larissa Maciel

Situação financeira é pretexto pra demitir Barata. Clima já não era bom.

Assim como Luciano Quadros, João Menezes não sentia firmeza no chão que pisava.


foto: Yhan Victor/ACDP

A possível saída do técnico alvirrubro não era novidade para quem acompanha o 95 Esportes, de segunda a sexta, as 18h05. Após o treino de ontem (20), o cabisbaixo treinador já pensava sobre seu futuro. João Menezes poderia sair por vontade própria ou não. Esse era o clima informado.


Valeria a pena para Luciano Quadros continuar em Mossoró, longe de sua família, sem sentir firmeza no chão que pisava? Não. Assim, voltou ao RJ. Valeria a pena o mesmo para Barata? Acredito que não.


Fato é que assim como fez Luciano Quadros, o treinador não poupava as palavras ao cobrar mais reforços para o andamento do campeonato. Chegou a dizer que o Potiguar, com o elenco que tem, brigaria para não cair. Antes mesmo de perder nove peças, o seu antecessor utilizou frase parecida: "nós vamos brigar com dificuldade".


Talvez o carnaval também possa ter favorecido a tomada de decisão "antecipada". Com o provável descanso até terça, a diretoria corre atrás do próximo nome que comandará sua equipe. O motivo para a demissão de Barata seria a situação financeira, que todos sabemos: não é fácil. Mas demitir o treinador exige a chegada de outro e mais investimento.


Já que decidiu demitir, é bom que o alvirrubro mossoroense contrate alguém que possa chegar para o estadual e dar continuidade a temporada na Série D.


Os resultados aqui obtidos não podem ser colocados apenas na conta dos treinadores, que servem de escudo muitas vezes nas situações mais difíceis, que é o caso. Se quer melhorar na fita, precisa reagir com planejamento na melhor versão: tirar leite de pedra.

0 visualização

©2019 by Larissa Maciel. Proudly created with Wix.com