• Larissa Maciel

Técnico desfalca América por não ter tomado vacina e repercussão negativa gera demissão

Atualizado: 1 de mai.

Edson Vieira mal chegou e, neste caso, chegou trazendo uma pitada de polemica e displicência.


O América de Natal encara neste sábado (30) o Afogados de Pernambuco pela Série D do brasileiro. No entanto, não contará com o treinador Édson Vieira, recém chegado ao clube.

Para a partida, o técnico precisa estar regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF é isso só seria possível com todas as documentações necessárias, uma delas o comprovante de vacina contra a COVID-19.


O técnico, até esta semana, sequer tinha tomado a primeira dose contra a doença que matou mais de meio milhão de pessoas no país, segundo a imprensa natalense. Agora, tomou a Jansen e terá que esperar por pelo menos 14 dias para sua completa regularização.

É de um absurdo sem tamanho e com todo respeito ao treinador, falta de compromisso com o seu próprio trabalho e saúde pública, uma vez que já está mais do que declarada a importância da vacina. O técnico tem mais de 50 anos e teve tempo suficiente para estar em dia com o seu comprovante vacinal.

Desfalca o América por pura displicência consigo e com o próximo. Lamentável .

ATUALIZAÇÃO:


Após a derrota do América por 1x0 para o Afogados, o técnico foi indagado do porquê de não ter tomado a vacina contra a COVID-19 antes de ter chegado em Natal. Com a pergunta, Édson se irritou, comentou uma desculpa esfarrapada e disse: “me deixe fora desse papo de vacina”.


A repercussão nacional gerou um mal estar e a diretoria do alvirrubro o demitiu neste domingo (1).

40 visualizações0 comentário