• Larissa Maciel

“Vamos conversar com todos do clube e ver o que vai acontecer”, diz Djalma sobre o Potiguar

Clubes esperam pressão da FNF para uma reviravolta na decisão do governo.

foto: reprodução

A dura realidade de um clube do interior que precisa pagar suas contas, em um campeonato comum, já é conhecida pelo torcedor. Imagina então em meio a uma pandemia, com suspensão de contratos, dificuldade de patrocínios e a incerteza quanto a continuidade da competição?


É isto que as equipes do futebol potiguar têm vivido há dois anos. Em 2020, mesmo com as dificuldades, o campeonato voltou e foi finalizado. Este ano, a realidade é mais dura e pode acabar de maneira trágica.


“Nós vamos amanhã nos reunir e ver o que vai acontecer. Não podemos ter treino, também devido ao decreto. Estamos com a situação equilibrada até o fim do mês, mas e depois? Até quando isso vai não sabemos e é o que preocupa”, diz Djalma Júnior, presidente do conselho fiscal e um dos representantes do alvirrubro.


Djalma ainda cita o caso do Santa Cruz, que já liberou seus jogadores pela suspensão.


“A gente já viu o caso do Santa Cruz. Não é fácil. Aqui, podemos ter sim uma desistência, como algumas equipes já apontaram. Não queremos isso. O futebol é seguro, no campeonato não há nenhum caso de COVID. Seguimos protocolos. Temos condição de atuar”.


O Potiguar, agora, também freou qualquer tipo de contratação. Mudou todo o elenco, treinador e também comissão técnica.

60 visualizações0 comentário