• Larissa Maciel

Viva o Nordeste na Copa do Brasil

Seis clubes nordestinos estão nas oitavas de final da competição milionária.

ABC bateu a Chapecoense e classificou recebendo R$ 2,7 milhões de reais - foto: reprodução

Estamos falando de uma “lampions league” em uma das maiores competições do futebol nacional. Talvez, hoje, arrisco dizer a maior pelo formato, investimento e pela oportunidade de vermos o cenário que se desenha a cada temporada. Uma semana estonteante para o futebol nordestino mostra o potencial da região, rechaçado pela própria mídia e pelos que fazem o esporte num contexto geral.


É surreal que ainda vejamos a xenofobia. Mas, na bola, as coisas se resolvem. O próprio ABC virou sua temporada com os mais recentes resultados. Desde a chegada na final do estadual ao placar contra a Chape.


CRB, ABC, Fortaleza e o forte futebol baiano com Vitória, Bahia e Juazeirense formam o quadro histórico de 2021. Em 92, com CSA, Sport, Fortaleza, Sergipe e Bahia e em 2009, com Icasa, Vitória, CSA, Fortaleza e Náutico já tivemos cinco equipes representando o futebol nordestino na competição.


Além do fator competitivo e de vitrine, é mais um importante momento de autoafirmação. As equipes que alcançam o patamar de Série B e Série C passaram a investir no marketing e no engajamento do próprio torcedor. Além disso, viram as oportunidades do mercado. É mais um chamamento para o fortalecimento da região com base em gestão, coisa que é rara de se ver no Brasil.


Capacidade em garimpar, temos. Capacidade em tradição, podemos. É hora de galgar mais. Viva o Nordeste na Copa do Brasil.

4 visualizações0 comentário